sexta-feira, 22 de julho de 2011

Mas se todo o Mundo é composto de mudança, troquemos-lhe as voltas, qu'inda um dia...

(José Mário Branco)

Isto a propósito de uma bem-achada frase de MANUEL ANTÓNIO PINA:

«Beijar um cinzeiro é assim como lamber uma fumadora»

(adaptação livre de um versículo antigo de Macário Correia, in "Inéditos: Do Amor Ardente - Fascículo Zero").

Sem comentários:

Publicar um comentário